quinta-feira, 1 de abril de 2010

Liga dos Campeões: Arsenal busca empate diante do Barcelona


Na primeira partida de ida pelas quartas-de-final da UEFA Champions League, o Arsenal recebeu o Barcelona e conseguiu um excelente empate por 2 x 2, após se ver em desvantagem de dois gols, ambos marcados por Zlatan Ibrahimovic, mas Theo Walcott e Cesc Fabregas igualaram o marcador.

Os primeiros 15 minutos de partida foram um massacre por parte da equipe espanhola, e se não fosse o goleiro Manuel Almunia, o Arsenal teria tido a eliminação mais precoce de sua história, não é exagero dizer que o placar do primeiro tempo não seria injusto se fosse três ou quatro a zero pró-Barcelona. Pra piorar as coisas, Arsène Wenger precisou tirar Andrey Arshavin e William Gallas do jogo, por lesão, substituídos por Emmanuel Eboué e Denílson, respectivamente.

Mas aí veio a segunda etapa, e logo aos 20 segundos o gol: Gerard Piqué lançou Ibrahimovic, livre; o sueco se aproveitou da indecisão de Almunia e tocou por cima do espanhol, abrindo, enfim, o placar.

Aos 13 minutos, em nova falha de posicionamento da defesa dos Gunners, Ibra saiu na cara do gol e fuzilou, inapelável para Almunia. Parecia definido o confronto.

Mas aí Wenger fez a alteração que mudou a partida: Theo Walcott no lugar de Bacary Sagna, aos 20 da segunda etapa. Três minutos após entrar, Walcott descontou, entrando em diagonal nas costas de Maxwell.

Aos 38, Cesc Fabregas foi derrubado na área por Carles Puyol (que foi expulso), que o próprio Fabregas bateu. Porém, a cobrança pode ter agrado sua lesão, e existe a chance do meia espanhol do Arsenal e da seleção perder todo restante da temporada.

No final das contas, o empate teve sabor de vitória para o Arsenal, que agora vai ao Camp Nou, na próxima terça-feira, precisando vencer, ou empatar acima de 2 x 2.


Ficha da partida:

Arsenal: Almunia; Sagna(Walcott 66'), Gallas(Denílson 44'), Vermaelen e Clichy; Song-Billong e Diaby; Nasri, Fabregas e Arshavin(Eboué 27'); Bendtner.
Téc.: Arsène Wenger.

Barcelona: Victor Valdés; Daniel Alves, Piqué, Puyol e Maxwell; Busquets, Seydou Keitá e Xavi; Messi(Gabriel Milito 87'), Pedro e Ibrahimovic(Henry 77').
Téc.: Josep Guardiola.

Um comentário:

Matheus Pereira (FootEuro) disse...

André, visite o futeurope e veja se você se deu bem no quiz. Abraço.