quinta-feira, 8 de abril de 2010

Liga dos Campeões: Manchester vence Bayern, mas é eliminado


O Manchester United, último representante da Inglaterra na UEFA Champions League, entrou em campo nesta quarta-feira e venceu o Bayern de Munique por 3 x 2, mas o resultado foi insuficiente, por ter perdido a partida de ida, em Munique, por 2 x 1. Com isso, é a primeira vez desde 2003 que a principal competição de clubes do mundo não contará com ao menos um time inglês na semifinal.

O início de jogo dos Red Devils foi fulminante: aos 3 minutos, Wayne Rooney, de assombrosa recuperação de uma lesão sofrida nos ligamentos do tornozelo há uma semana, fez o pivô para Darron Gibson, uma das surpresas da escalação de Alex Ferguson, abrir o placar. Quatro minutos depois, Antonio Valencia fez passe na medida para Nani, de letra, aumentar o placar. Ambos fizeram grande partida, especialmente o português.

Aos 41 minutos, Valencia deu um chapéu em Martin Demichelis e cruzou para Nani marcar o segundo gol dele na partida, o terceiro dos Devils, que, àquela altura, pareciam com a vaga assegurada. Mas dois minutos depois, Ivica Olic ganhou no corpo de Michael Carrick e bateu no contrapé de Edwin Van der Sar.

No segundo tempo, logo aos cinco minutos, o lance que mudou o rumo da partida: o lateral brasileiro Rafael, que fez um bom primeiro tempo, foi expulso após falta em Franck Ribéry lhe resultar o segundo amarelo. Foi a partir daí que o Bayern realmente se impôs, encurralando o Manchester em sua própria casa.

O gol da eliminação veio aos 29 minutos, quando Ribéry cruzou escanteio para Arjen Robben, na entrada da área, de primeira, marcar um gol espetacular. O United tentou reagir, mas a inferioridade numérica foi vital pra minar as forças do time de Alex Ferguson, e, sem Rooney - substituído aos 10 da segunda etapa - se viu sem quase todo seu poderio ofensivo.

Fica a lição. Se Alex Ferguson preferiu arriscar Rooney dessa forma, jogando com o enorme risco de agravar a lesão, ao invés de confiar em Dimitar Berbatov, é porque o búlgaro não vem correspondendo com regularidade, e pra próxima temporada, se não quiser que comecem a falar de uma 'rooneydependência', os Devils precisarão de outro atacante.

No domingo, o Manchester United visita o Blackburn, pela 34ª rodada do Campeonato Inglês, precisando vencer pra não correr o risco de ver o líder Chelsea abrir cinco pontos.


Ficha da partida:

Man Utd: Van der Sar; Rafael, Ferdinand, Vidic e Evra; Carrick(Berbatov 80') e Fletcher; Valencia, Gibson(Giggs 81') e Nani; Rooney(O'Shea 55').
Téc.: Alex Ferguson.

Bayern: Butt; Lahm, Van Buyten, Demichelis e Badstuber; Van Bommel, Schweinsteiger, Robben(Hamit Altintop 76') e Ribéry; Thomas Müller(Mario Gomez 46') e Olic(Pranjic 85').
Téc.: Louis van Gaal.

Um comentário:

Stebozza disse...

Jogaço de bola. O Manchester dominou totalmente o primeiro tempo, mas a expulsão de Rafael deu domínio ao Bayern no segundo tempo. E a experiência do time inglês fez-se rpesente. O gol era questão de tempo. Ele veio e o United dançou. (pra minha alegria hehe)