quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Análise da semana: decretado o fracasso



A coluna de hoje tinha outros planos, mas no dia em que oficialmente o Manchester City aceitou emprestar Robinho ao Santos, não tem como deixar de falar disso.

A transferência mais cara do futebol inglês (cerca de 40 milhões de euros), o “novo” jogador do Peixe teve um início interessante no City, estreando com gol, inclusive. Sua primeira temporada foi de razoável pra boa, mas já se notava um jogador sem comprometimento tático, havia partidas em que Robinho parecia estar fazendo um favor ao clube. Apesar dos 13 gols, acabou a temporada em baixa.

Veio a atual temporada e as chegadas de Tevez, Roque Santa Cruz e Adebayor pareciam indicar que Robinho perderia mais espaço, já que lutar pela vaga de titular não combina com a sua personalidade acomodada. Porém, como mostra a lista abaixo, Robinho começou a temporada como titular:

1ª rodada – substituído
3ª rodada – substituído
Carling Cup – substituído
4ª rodada – substituto não utilizado
14ª rodada – substituído
Carling Cup – substituto não utilizado
15ª rodada – substituído
16ª rodada – entrou no 2º tempo
17ª rodada – substituído
18ª rodada – substituto não utilizado
(Saída de Mark Hughes e chegada de Roberto Mancini)
19ª rodada – substituído
20ª rodada – entrou no 2º tempo
21ª rodada – entrou no 2º tempo
22ª rodada – entrou no 1º tempo e substituído no 2º tempo
Carling Cup – substituto não utilizado
FA Cup – substituído (marcou um gol)

- O vazio entre a 4ª e 14ª rodada se deve a uma lesão do atacante.

Dois jogadores foram, digamos, cruciais para a saída de Robinho: Tevez e Bellamy. Ambos demonstram o oposto do brasileiro: vontade, entrega, honra à camisa. A torcida não se importa de uma partida ruim deles, errando passes, finalizações, pois não falta luta. À Robinho faltou futebol e mostrar vontade de querer lutar por vaga no time.

Há uma frase que virou certo clichê entre brasileiros: "O talento de Robinho é indiscutível". Aí vai do conceito de cada um sobre o que realmente é ter talento pra ser jogador de futebol. Se acreditar que ter talento é passar o pé sobre a bola, fingir que vai pra um lado e ir pro outro, tudo bem, o talento é indiscutível então. Agora, se está no conceito de jogador de futebol um atleta que é profissional, não força a barra pra sair dos seus clubes (como na saída do próprio Santos), que aceita ser reserva, que entende a importância tática de uma partida, então é um talento pra lá de discutível. Robinho não é centroavante de área, estilo Adriano, que se aceite que não ajude a marcar.

Sua volta ao futebol brasileiro é uma grande sacada pra não perder ainda mais sua vaga na Copa do Mundo, pois pra se destacar no Campeonato Paulista não precisa ter lá muita disciplina tática e não terá o "incômodo" de, se jogar mal, ir parar no banco.

Fica a pergunta: como a torcida do Manchester City irá receber Robinho quando seu contrato de empréstimo expirar, no dia 4 de agosto? Ainda haverá clima pra que continue nos Citizens na próxima temporada?

10 comentários:

Blu disse...

Maneiríssimo esses seus dados sobre as partidas em que o Robinho foi sustituído, André.

Fica evidente que, com a camisa do City, o menino pedaladas não vingou.

take on me disse...

ha ha ha muito bom esses dados, e neles mostram que o futebol inglês num é pra jogador acomodado, e que pra tá lá tem que ser muito dedicado e disciplinando.

Igor Veiga disse...

Excelente post, André.

Aqui a gente tem um conceito de que craque é aquele que faz malabarismos e tal. E na verdade, pra ser craque de fato, o cara tem que ralar e trabalhar muito, coisa que o Robinho e alguns outros jogadores brasileiros não têm saco de fazer.

Agora ele vem pra cá pra jogar o Paulistão. Isso sim é uma bela estratégia! Jogar um campeonato muito mais fácil, com meia dúzia de jogadores de alto nível e tal... E dá-lhe gols, e dá-lhe pedaladas...

"Parabéns", Robinho: o Denílson da nova geração.
E que o Neimar não siga o seu exemplo...

Eduardo Junior disse...

Mesmo assim, foi um bom negócio do City. O empresta para o Santos, lá, ele certamente irá se destacar, ficará com vontade de jogar, e poderá se destacar na Copa, volta ao City valorizado, e consiguirá vendê-lo. Plano perfeito do City

Matheus Pereira (FootEuro) disse...

cara, concordo plenamente com vc. Genial sua matéria, parabéns


futeurope.blogpot.com

Gustavo disse...

Bom levantamento e muito bons comentários do autor e demais.

Esse Robinho, nem tão jovem mais, tem caráter pra lá de discutível e já coleciona críticos ao seu futebol e decepções às torcidas que serve.

Fora Robinho do futebol.

Stebozza disse...

É, Robinho começou bem no Santos, mas nunca confirmou o que dele se esperava. Mostrou-se um tanto sem compromisso, trocndo de clube duas vezes da mesma forma, o que m fez fazer dois posts quase iguais criticando-o. E acho que pra começar ele deveria mudar seu discurso de ser melhor do mundo, pois desse jeito não vai consegui isso nunca.

Rodrigo Garcia disse...

O blog ficou bem interessante André.

**

Caramba ! Fiquei impressionado com o número de substituições...realmente ele deve ter merecido sair,nunca jogou com vontade no MC,sempre foi indolente e displicente dentro do campo.

O problema do Robinho,é que ele foi para Europa com esse pensamento fixo de ser o melhor do planeta,teve várias chances,só que fracassou.

No Santos vai ser muito mais tranquilo para ele garantir a sua vaga na lista final de Dunga.Até porque vai ter privilégios.Só espero,que ele não contamine o ambiente que está tão bom na Vila.

Robinho tem que parar de pensar que é gênio e também ser mais profissional.Aceitar sentar no banco quando necessário.Até porque ele não vem jogando é nada há anos.

**
A volta para o MC vai depender muito do desempenho dele na copa,isto é,se ele for mesmo.

Mas,se ele se valorizar com o mundial,com certeza os ingleses irão querer se livrar do garoto problema.

Igor Conterato disse...

Robinho é o craque tri-atleta.... pedala, corre e NADA... não vira nada!!!! e dizem que ele tem pretensAo de ser o melhor jogador do mundo!!hauhauahuaha não tem futebol nem carater pra ser o melhor do mundo!!!!

Abraços

www.profetafute.blogspot.com

Vinícius Franco disse...

O Robinho é um menino mimado. Fez pirraça para sair, já que não tinha mais lugar no time. E como você bem disse, não foram simplesmente as más atuações dele, mas o bom futebol de Tevez e Bellamy também ajudou a tirar o "rei das pedaladas" (e nada mais) do time dos Citizens.
Acho que quando ele voltar, dificilmente terá lugar no time titular do City. Com esse monte de dinheiro, o clube só tende a melhorar. Mas, se por um milagre o Robinho fizer uma ótima Copa, quem sabe... acho improvável.